0 ITEMS
Share
Telefone. +351 212 751 000
   info@cristorei.pt

Solenidade Litúrgica de Cristo Rei

Neste Domingo, dia em que a Igreja assinalou a solenidade de Cristo Rei, cerca de 300 pessoas reuniram-se no espaço do Santuário para assistir ao descerramento de um busto do Cardeal Manuel Gonçalves Cerejeira e participar na missa.

A escultura pretendeu “fazer memória das pessoas que desejaram a construção do monumento e daquelas que se tornaram os seus obreiros: os bispos de Portugal, os arquitectos e engenheiros, o grande animador da recolha de fundos – Pe. Sebastião Pinto – e ainda o Apostolado de Oração, que teve uma grande força neste dinamismo”, referiu o bispo de Setúbal.

“Conseguiu dar-se a ideia de que o monumento foi uma obra de conjunto que vinha de Deus, e onde o episcopado – e, portanto, toda a Igreja – esteve presente”, observou.

O prelado saudou o reitor do Santuário pela iniciativa e felicitou o artista, “porque me parece que foi feliz no busto, com o Cardeal Cerejeira numa atitude que lhe era muito característica de levantar os olhos ao céu e apontar rumos com a mão”.

“Se queremos construir uma obra de futuro, na Igreja e no mundo, temos que dar as mãos”, concluiu.
Fonte: Agência Ecclesia
 
O Episcopado português, reunido em Fátima em 1940, faz um voto de se empenhar na construção do monumento, caso Portugal seja poupado à guerra. Para cumprir este voto foram precisos 19 anos.
In: Cristo Rei - Espiritualidade e História
 
 

Engenheiro Francisco de Mello e Castro

O escultor Francisco Franco

 

 

Arquitecto António Lino

Padre Sebastião Pinto